Uma homenagem ao dia mundial da água

Em homenagem ao dia Mundial da Água, criado pela ONU em 22 de março de 1992, gostaríamos de publicar alguns produtos de iluminação que tiveram como inspiração a ÁGUA!

Light Drop – by Studio Mango, produzida por Wever e Ducré

Aqua Cil – by Ross Lovegrove, produzida por Artemide

Droplet – by Ross Lovegrove, produzida por Artemide

Long & Hard – by Philippe Starck, produzida por Flos

Sebastian 7 Drop Lights – by John Lewis

Buy John Lewis Sebastian 7 Light Drop Ceiling Light Online at johnlewis.com

Liquid Light Drop – by Next

Euroluce 2013: Preview

Faltando poucos dias para a feira bienal de iluminação, pipocam imagens e informações sobre produtos que serão apresentados.

Entrando no clima de posts anteriores, como a dica em o que está por vir: Most Salone e unido à tridimensionalidade discutida em luz e sombra no papel, eis que uma luminária chamou a minha atenção.

WALL SHADOW – Omikron

Reproduzindo o texto da empresa italiana:

a luminária é um projeto híbrido entre arte e design, que nasceu da pesquisa contínua sobre a tridimensionalidade de superfícies por Kalpakian. O sinal gráfico se transforma em uma textura que se ilumina através da tecnologia LED posicionada no interno dos vários elementos que compões o objeto, criando um verdadeiro quadro de sombras.

Complicado? Basta olhar as imagens para entender perfeitamente!

Imagem

imagem reproduzida do portal Lightingbit

Imagem

imagem reproduzida do portal Lightingbit

O idealizador, Charles Kalpakian, nascido no Líbano e de pouco mais de 30 anos, vem se destacando nos últimos anos no cenário internacional do design, como nas Design Week de Milão e Paris.

Charles Kalpakian merece ficar sob a nossa atenção!

MAIS

http://www.omikrondesign.com

http://www.lightingbit.com

and the Oscar goes to…

Hoje, 2 de julho de 2012, está acontecendo neste exato instante, a cerimônia de entrega dos vencedores do Red Dot Design Award. Um prêmio anual para a área de design – produto, projeto, comunicação – comparado ao Oscar do cinema mundial.

São várias as categorias participantes, divididas em 3 famílias:

  • Product Design
  • Communication Design
  • Design Concept

Dentro da primeira, existe a categoria Light and Lighting Design. E é sobre essa, por óbvios motivos, que eu vou me concentrar.

Os premiados deste ano foram:

1. Econe Ceiling and Pendant Luminairesidealizado por Hartmut S.Engel Design Studio e produzido por RZB-Leuchten, ambos de origem alemã.

Dueto dinâmico: se estudarmos os ensinamentos do Feng Shui, veremos que a luz tem uma influência central sobre o bem-estar de cada indivíduo. O objetivo deste projeto é usá-la em benefício de todos. O sistema de iluminação Econe – versão aplicada no teto e versão suspensa – trabalha com a dinâmica da luz para se adaptar aos humores e necessidades individuais, combinando com uma grande superfície iluminada homogeneamente com luz branca e um quadro de luz colorida o seu redor. Os dois tipos de iluminação se unem como em um dueto, criando uma atmosfera harmoniosa e agradável. A fonte de luz é projetada para não ofuscar o usuário, gerando reflexos suaves e sombras sutis. A luminária, pensada principalmente para uso comercial e de escritório, na versão pendente é suspensa através de cabos de aço de até 3 metros de comprimento.

Declaração do júri: “Econe enfeitiça os sentidos do espectador e cria uma sensação de bem-estar em qualquer sala. O conceito de design de luz estética ultrapassa os limites das estruturas de iluminação contemporâneos. Ao fazê-lo define uma relação nova e emocionante entre as pessoas, espaço e luz.”

Econe Pendant Luminaire

2. Jinn Floor Light and Table Lightidealizado pelo inglês Mathias Hahn – Product Design Studio e produzido pela eslovaca Vertigo Bird d.o.o.

Um novo espírito: o movimento Art Nouveau teve o seu marco na iluminação na década de 20 com os abajures de vidro colorido Tiffany. Na década de 80 o grupo Memphis desenvolveu luminárias que pareciam mais objetos Pop-Arte do que luminárias em si. A combinação clássica e equilibrada das peças que compõem a luminária dão uma unidade formal coesa. A luz, “presa” na parte central da luminária, nos recorda o conto 1001 Noites. Esse é o diferencial do produto: ao invés de seguir o modelo tradicional das luminárias, Jinn deslocou o ponto luminoso para o centro do objeto, refletido pela máscara de alumínio interna, emitindo a luz para fora do mesmo. O ajuste de intensidade lembra um candeeiro: o interruptor circular permite o ajuste intuitivo da luz. Design inteligente.

Declaração do júri: “Sua linguagem de forma inovadora faz com a que série Jinn seja muito atraente. Aqui uma fonte de luz é dada uma expressão forte e homogênea. Jinn demonstra como, ao questionar as formas estabelecidas, pode-se criar algo novo convincente.”

Jinn – modelo na cor preta.

3. Moon Outdoor Lightingidealizado pelo estúdio sueco LundBerg Design e produzido pela italiana Platek Light srl.

Na luz clara – a iluminação externa noturna desempenha um papel central na imagem dada por um edifício e deveria criar uma relação simbiótica com a arquitetura. Com esse conceito, a Moon faz com que a iluminação externa seja integrativa, completando e destacando a arquitetura moderna que a inspira. A harmonia visual é baseada na coerência entre as duas formas geométricas desenhadas, que servem como base para diversas aplicações: o círculo e o quadrado. O primeiro é relacionado a como o LED é integrado na luminária, transformando a ausência de matéria dentro dele no elemento principal, formando a auréola luminosa.

Declaração do júri – “O purismo de Moon Outdoor Lighting é altamente convincente. A interpretação inovadora da tecnologia LED cria um link na atmosfera entre a arquitetura e seu ambiente. A natureza modular da luminária a torna utilizável em uma ampla variedade de situações.

Moon Outdoor Lighting – uma das tantas possibilidades de instalação

4. Xoolum Linear Led – Lighting Fixtureidealizado pelos designers Michael Kramer e Gabriela Vidal, da Alemanha e produzido pela também alemã LED Linear GmbH.

Funcialmente alinhado: A teoria do sistema descreve a linearidade como a capacidade de reagir a mudanças. Xoolum é uma luminária a LED com tensão de saída de 24Vdc com enorme versatilidade: seus vários elementos oferecem novas possibilidades para um projeto de iluminação de caráter corporativo exigente. Acoplável, a luminária pode chegar a 6 metros lineares, sendo uma boa opção para espaços internos de dimensões consideráveis, fornecendo uma iluminação homogênea. A cabeça do objeto, octogonal, é ajustável em 45°, podendo ser utilizada em casos de iluminação direta difusa ou então assimétrica wallwasher.

Declaração do júri: “Xoolum apresenta um sistema de iluminação LED em uma linguagem de forma completamente nova e funcionalidade. Elegância formal combina com perfeição nos detalhes. Este conceito pensado oferece uma base para uma enorme variedade de usos na arquitetura.”

módulo linear da Xoolum.

fonte: http://en.red-dot.org

abril. o mês da luz.

Uma feira que acontece a cada dois anos e este ano chega na sua sétima edição. Está se aproximando o momento de participar deste evento, cada vez mais consagrado, no que se refere a mostrar ao público toda a pesquisa e produção na iluminação mundial, eletrotécnica, gestão e controle da luz.

Estou falando da Light+Building, que acontece sempre em abril, frequência bienal, em Frankfurt Alemanha. Quem é da área sempre dá um jeito em aparecer para ver as tendências dos próximos anos.

Image

Na última edição que se realizou em 2010, a feira atraiu mais de 180.000 visitantes, sendo 43% dele do exterior. A atração que acaba fidelizando e ampliando o seu público, é o fato que dentro da feira você encontra praticamente tudo o que está ligado com a iluminação: luminárias de design das maiores e mais renomadas empresas do mundo, componentes luminotécnicos e acessórios.

Em 2010, a cidade de Frankfurt contou com eventos paralelos à manifestação: teve a premiação da segunda edição do Concurso de Idéias do AIDI – Associação Italiana de Iluminação – com parceria do Gruppo Cariboni, há mais de 100 anos atuando na área energética.
A iniciativa, voltada para o mundo universitário se destaca pela sua importância cultural e didática teve como vencedores Francesco Guastella e Saara Sofia Ingeborg Jaaniten com o produto “Twist”, desenvolvido para o âmbito urbano.

Além dos tradicionais nomes, já consolidados no mercado luminotécnico mundial como Axo Light, Artemide, Catellani&Smith, Flos, IGuzzini, algumas empresas se destacarams em 2010 que ganharam espaço na mídia. São elas:

Lucente – fabricante de luminárias para ambientes interno, a luminária de piso Semjase impressionou pela sua dimensão. Desenhada pelo Studio Santantonio. Com a estrutura em poliuretano expanso, se destaca pelo perfil delgado, remetendo às imagens”extraterrestres”. O arco acaba permitindo uma área mais ampla iluminada auxiliada pela orientabilidade da parte superior.

Image

Image

O projetor Kalypso desenhado por Paolo De Lucchi, em versões suspensa, à parede e tipo plafond foi outro destaque da marca. A particularidade do produto é dada pelas bolhas escavas na parte superior da calota. A grande jogada é também o utilizo da tecnologia a LED, com baixo consumo de energia e por isso mais procurada.

Image

Sao, luminária fixada na parede ou teto e Style, com aplicação a suspensão ou parete, foram outros dois produtos muito comentados para o uso não só residencial mas também do setor Contract, Hoteleiro.

Image

Metalspot – outra empresa italiana que tem como lema o respeito pelo ambiente e a atenção ao detalhe e apresentou muitas propostas com LED. O modelo Epsilon, suspenso, tem como designer o famoso Karim Hashid. O diferencial é o material utilizado: espelho AntichMirror.

Image

Já a suspensão Tratto brinca com a leveza dos prismas luminosos.

Image